África do Sul detecta nova variante do novo coronavírus

A nova variante do SARS-COV-2 atinge pacientes mais jovens, anunciou o ministro da Saúde da África do Sul.


Uma equipe de investigadores sul-africanos, liderada pelo Professor Tulio de Oliveira, detectou uma nova variante do coronavírus SARS-COV-2 que atinge pacientes mais jovens, anunciou hoje o ministro da Saúde.


"A variante '501.V2' do vírus SARS-COV-2 foi identificada por investigadores sul-africanos e comunicada à Organização Mundial da Saúde (OMS)", disse em comunicado o ministro Zweli Mkhize.



Segundo o governante sul-africano, a equipa de investigação científica sul-africana, liderada pelo Professor Tulio de Oliveira, do Centro de Inovação e Pesquisa da Universidade do KwaZulu-Natal (KRISP, na sigla em inglês), sequenciou centenas de amostras de todo o país desde o início da pandemia em março.


"Os investigadores notaram que uma determinada variante dominou os resultados dos últimos dois meses", explicou Mkhize, salientando que notaram também uma mudança no panorama epidemiológico, "principalmente com pacientes mais jovens, que desenvolvem formas graves da doença".


Variante semelhante no Reino Unido


"Tudo indica que a segunda onda que estamos atravessando, é transmitida por esta nova variante", acrescentou o ministro.

Segundo o Zweli Mkhize, os investigadores alertaram também o Reino Unido para a identificação da nova variante sul-africana, o que permitiu "estudar as suas próprias amostras e encontrar uma variante semelhante".


"Foi a variante que estava impulsionando ressurgimento em Londres, levando a um anúncio feito no Parlamento e ao bloqueio instituído em Londres para conter a disseminação dessa variante", salientou.


Zweli Mkhize disse que não esperava uma segunda onda da pandemia tão rapidamente no país, acrescentando que "embora a nova variante seja motivo de preocupação não podemos entrar em pânico.


"Mas, em tempo, quando surgiram as primeiras notícias sobre o vírus SARS-COV na China, em novembro de 2019, o discurso foi o mesmo, "não podemos entrar em pânico" ... fica difícil né...


O ministro da Saúde sul-africano explicou ainda que a África do Sul irá também verificar se as vacinas atuais serão eficazes na prevenção da nova variante.


A África do Sul, o país mais afetado pela pandemia do novo coronavírus no continente, regista 901 538 infeções e 24 285 mortos por covid-19, anunciaram as autoridades da Saúde sul-africanas.


Nas últimas 24 horas, o país reportou 8700 novos casos de infeção e 274 óbitos por covid-19.

 
design real.png
Cópia_de_segurança_de_design real.png

Fresh

MARKET

Navegue pela web
logo real certo.png
  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Grey Instagram Ícone

REVISTA REAL NOTÍCIAS - AV. HENRIQUE LOTTE , 50 - BARRA DA TIJUCA - RJ - BRASIL - SITE DESENVOLVIDO POR CARLOS DE MELLO MARQUES - 00029291712