Father and Son Playing

Quer aparecer para 55.000 pessoas toda semana?

Por R$ 1.500,00 semanais, 5 inserções diárias, durante 5 dias na semana

Relatórios semanais para sua análise...

Buscar

Casos de covid-19 aumentam no município do Rio de Janeiro

Taxa de ocupação dos leitos disponíveis chegou a 50%, informa painel


O município do Rio de Janeiro tem, nesta quinta-feira (9), 122 pessoas internadas com covid-19; ontem (8), eram 80. Além disso, 12 pessoas aguardam vaga para hospitalização. Os dados da Secretaria Municipal de Saúde do Rio (SMS-Rio) foram atualizados às 14h15 de hoje. Segundo o Painel Rio Covid-19, a taxa de ocupação dos leitos disponíveis chegou a 50% e 1,8% dos pacientes estão internados com covid-19.


Já o Painel Coronavírus Covid-19 da Secretaria de Estado de Saúde do Rio (SES), informa que, na Semana 23, que começou no dia 5 e termina neste sábado (11), estão internadas por causa da doença, 52 pessoas. A Semana 22, entre 29 de maio e 4 de junho, teve 159 internações. Os dados de ontem do painel mostram que havia 16 pessoas na fila de espera por um leito e 20 solicitações por enfermaria e oito de UTI, ambas para adultos.


De acordo com a SMS-Rio, hoje os leitos para tratamento da covid-19 estão concentrados no Instituto Nacional de Infectologia, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e no Hospital Universitário Pedro Ernesto, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, que são atualmente referência para casos graves da doença, que necessitem de internação.



A secretaria informou também que todos os leitos municipais que atendiam pacientes covid-19 foram convertidos para o tratamento de outras especialidades. “Nenhum leito foi fechado, foram todos destinados às demais demandas de saúde da população.”


Ainda conforme a secretaria, a situação epidemiológica na cidade continua sendo monitorada em termos de número de casos e internações e óbitos, e evolução da vacinação com a dose de reforço. Segundo a SMS-Rio, se for preciso, os leitos poderão ser novamente convertidos para tratamento de covid-19. A SMS-Rio informou que enviou ofício ao Ministério da Saúde e à SES, no dia 1° de junho, solicitando a abertura de leitos bloqueados para tratamento de pacientes com covid-19 nas unidades federais e estaduais do Rio.


A secretaria estadual também acompanha diariamente indicadores precoces da covid-19, como o número de solicitações de leitos e de atendimentos nas emergências e nas unidades de pronto atendimento (UPAs) do estado. A SES atua com um plano de contingência que é acionado conforme o avanço dos cenários epidemiológicos. “Com base nesse plano, em cada nível de ativação, são definidas as medidas de enfrentamento que serão tomadas. Havendo necessidade de ampliação de leitos, a secretaria conta com um cronograma escalonado para reversão dos leitos de covid-19, que, com a redução na transmissão da doença, foram revertidos para atender casos clínicos.”



Segundo a SES, no último sábado (4), 30 leitos de enfermaria do Hospital Estadual Dr. Ricardo Cruz foram revertidos para atendimento de casos de covid-19 e na segunda-feira (6), dez leitos de UTI. Na sexta-feira passada, a Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde encaminhou nota técnica aos 92 municípios fluminenses com orientações sobre testagem para covid-19. “O texto alerta para que as unidades básicas e de pronto atendimento mantenham a oferta de teste rápido de antígeno para todos os casos de síndrome gripal.” Se a demanda ultrapassar a capacidade de atendimento das unidades básicas de saúde e das UPAs, será avaliada a possibilidade de reabrir os centros de testagem na rede estadual em apoio aos municípios. Ontem (8) a pasta recebeu cerca de 450 mil testes de antígeno, que serão distribuídos aos municípios que solicitarem o insumo.