anuncio cabeçario site.png
Buscar

Chegou a hora das urnas! E quem sabe o fim dessa polaridade política e ridícula!


Olha... esse Barão é do c... riscado. Não é que ele encontrou um denominador comum entre as duas facções (até então não criminosas) que se degladiam há quatro anos elegendo cada qual a sua verdade? Sim, caros leitores. E sabe qual o único ponto em comum entre gregos e troianos? Que ambos torcem, cada um do seu lado, é claro, para que o pleito seja definido logo no primeiro turno. Taí, por essa ninguém esperava. As duas torcidas concordam com alguma coisa nesse mundo. Sectárias no modo de pensar, mas unidas e algemadas pelo destino das urnas.


Mas não é que elas estão certas? Sim, porque aí acabaria logo essa rivalidade tupiniquim. Coitado dos índios! Acho que nem eles brigavam tanto para a escolha do seu pajé. No entanto, o que todos nós esperamos a partir do resultado das urnas é que ganhe aquele que o Brasil escolher como seu representante. Ah, mas aí volta a briguinha de criança querendo dizer para a outra que seu brinquedo é mais bonito, e os opostos logo dirão, um é ex-presidiário, ladrão, o outro é facista, genocida. O fato é que seja lá quem for e o que for, um dos dois, segundo as pesquisas do velho Ibope, agora Ipec, (para ficar bacaninha), sairá vencedor e governará esse país, obviamente com a ajuda do Centrão, por mais quatro anos. Que Deus o tenha em bom lugar, de preferência ao lado do STF, do Senado e da Câmara.

Ironias a parte, o que o Barão deseja a todos é que na hora de escolher o novo mandatário o faça com consciência e responsabilidade. Não se deixem iludir ou enganar por fake news. Na última semana todos nós fomos invadidos e bombardeados por centenas delas tentando demonstrar que o adversário eleitoral é sempre o pior.


Se ainda fosse pelos meios de quem faz comunicação séria tudo bem. Mas não tem sido assim. Maquiavel já dizia que a maioria das pessoas gostam de ser enganadas. Se você é um desses 99% passe para o grupo dos 1% de brasileiros que acreditam num Brasil melhor. Vote bem. Vote em quem você acreditar que possa levar esse país por mais quatro anos.