Damaras Alves sobre o caso de Robinho: ‘Cadeia imediatamente’

Ao se referir ao caso do jogador Robinho, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, disse nesta segunda-feira (19) que o atacante merece ser preso. Condenado em primeira instância por estupro na Itália, o atleta recorreu da decisão e alega inocência.


“Cadeia, imediatamente. Não tenho outra palavra para falar. Ainda cabe recurso, mas o vazamentos dos áudios…Querem mais o que? Cadeia. Nenhum estuprador pode ser aplaudido. O cara quer voltar para o campo?”, questionou a ministra durante cerimônia no Palácio do Planalto.




Damares fez questão de lembrar que, apesar da condenação não representar a sentença final, o caso está “muito claro”. A ministra contou que após ler as transcrições de alguns áudios do processo, divulgados pelo GE, sentiu vontade de vomitar.


“Eu sei que ainda cabe recurso lá, mas acho que está muito claro”, ponderou.


“A sensação que aquilo [transcrições] me causou, enjôo, vontade de vomitar. Foi muito ruim ter lido o que eu li, de um jogador do porte dele”, criticou.



Em relação ao crime de estupro, a ministra disse que o estuprador não pode receber nenhum tipo de concessão e ressaltou que a pena deve ser cumprida no Brasil ou na Itália.


“Esse é um crime que não merece nenhuma consideração ao abusador, ao estuprador. A gente não tem que fazer concessão para esse tipo de crime. Tem que cumprir a pena estabelecida, ou lá ou aqui, imediatamente”, declarou.

 
anuncio.jpg
Navegue pela web
logo real certo.png
  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Grey Instagram Ícone

REVISTA REAL NOTÍCIAS - AV. HENRIQUE LOTTE , 50 - BARRA DA TIJUCA - RJ - BRASIL - SITE DESENVOLVIDO POR CARLOS DE MELLO MARQUES - 00029291712