google-site-verification=lbjueM2tO1RF8DU_YVArfBjlwLINtJ5N-0i3bpcVFVo
top of page
Post: Blog2_Post

‘Dieta do sexo’: especialista faz alerta dos riscos de prática usada por famosas

Atualizado: 21 de nov. de 2023


Já ouviu falar na “dieta do sexo”? A prática adotada por celebridades internacionais como Kim Kardashian, Cameron Diaz, Kate Hudson, Pamela Anderson e pela mineira candidata do Miss Bumbum Larissa Sumpani não tem nada relacionado à nutrição.


Segundo Larissa, a prática consiste em realizar sexo intenso por horas consecutivas ao menos três vezes na semana com o objetivo de emagrecer de uma forma mais prazerosa.


“Decidi adotar essa dieta após pesquisar sobre formas alternativas de exercício e notar que o sexo, além de ser prazeroso, poderia ser uma atividade física que contribuísse para a minha preparação para o Miss Bumbum”, conta Larissa.



A ginecologista e obstetra Bárbara Freyre explica que a prática sexual prolongada não é novidade. “(Existe) a tradição hindu de origem milenar, conhecida no ocidente como sexo tântrico, que visa em criar uma conexão profunda e íntima entre o casal, e pode se estender por horas”.



A especialista destaca, no entanto, que a prática do sexo tântrico visa bem-estar e prazer. “Bem diferente da nova dieta da moda, onde o objetivo é perda de calorias. Essa deturpação do objetivo da relação sexual, o torna uma performance prolongada e não mais um momento de prazer e relaxamento”, pontua.


Bárbara alerta sobre os riscos da prática: “A consequência direta pode ser diminuição do desejo sexual e consequentemente diminuição de lubrificação vaginal, que aumenta a chance de lesões que a prática do sexo prolongado pode levar, como fissuras e irritações genitais, infecções do trato urinário, alteração de pH vaginal propiciando vulvovaginites, assaduras e outras lesões genitais”.

Comentários


bottom of page