Doença pulmonar afeta 6 milhões de pessoas no Brasil*

Atualizado: Ago 3

Ainda pouco conhecida, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é responsável por 40 mil mortes por ano no país*


A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), caracterizada pela obstrução do fluxo de ar nos pulmões*, que costuma ser provocada por fumaça do cigarro ou de outros compostos nocivos, representa um sério problema de saúde pública em todo o mundo. Por ser constantemente confundida com o processo de envelhecimento e com sintomas do tabagismo, a condição é de difícil diagnóstico e tratamento. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 64 milhões de pessoas vivem com a DPOC no mundo e, até 2030, a doença será a terceira principal causa de morte do planeta. No Brasil, são cerca de 6 milhões de pessoas que sofrem com a enfermidade*, sendo que 70% não estão diagnosticados e 61%".


Hoje, por meio de novas terapias com potencial de promover uma melhor qualidade de vida ao paciente, a DPOC pode ser bem controlada, apesar de não ter cura até o momento. Estima-se que 25% necessitem de hospitalização* por causa das crises caracterizadas por falta de ar e dificuldade para respirar, o que compromete a vida dos indivíduos com essa doença. Segundo a OMS, a DPOC já causou 3 milhões de mortes no mundo*, estatística que reforça a importância de diagnosticar a doença precocemente e adotar o tratamento contínuo adequado, a fim de que o paciente recupere a qualidade de vida e retome as atividades do dia a dia.


DPOC- Informação Inspira


Com o objetivo de conscientizar a população sobre a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), a GSK, em parceria com a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), Fundação ProAr, e Associação Crônicos do Dia a Dia (CDD), Portal Drauzio Varella, Minha Vida, Avós da Razão e Avosidade lança no dia 18 de junho a nova campanha "DPOC - informação Inspira", que terá conteúdos exclusivos sobre as questões mais importantes que envolvem a jornada da DPOC, incluindo os desafios do diagnóstico, tratamento e da busca pela qualidade de vida. A comunicação também contará com ações digitais - em parceria com plataformas de saúde -, a partir de informações úteis sobre a doença.

Fonte: UOL


Referências: 1. Perez-Padilla, R. et al. Reliability of FEV1/FEV6 to Diagnose Airflow Obstruction Compared with FEV1/FVC: The PLATINO Longitudinal Study. PLOS ONE, 8


 
Navegue pela web
logo real certo.png
  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Grey Instagram Ícone