anuncio cabeçario site.png
Buscar

Evite comprar e consumir cachaça em garrafas Pet.


O envelhecimento artesanal da cachaça, faz toda a diferença na hora de perceber a qualidade da bebida. A cachaça artesanal difere da industrial por ser envelhecida vários anos em barris de madeira sem perder as suas propriedades. Por esse motivo, não se deve armazená-la para comercialização em uma embalagem plástica ou PET.


Quando a cachaça é envelhecida em barris de madeira, o aroma, o sabor e a suavidade da madeira é passada para a bebida alcoólica, dando-lhe paladar. No momento em que a cachaça passa de um barril de madeira para a garrafa PET, as propriedades do plástico, quase sempre acabam influenciando o produto, sendo este o motivo pelo qual a embalagem de vidro é a mais indicada para armazenar a cachaça. A cachaça embalada em vidro acaba sendo bem diferente no sabor.


Nada impede que, a cachaça seja armazenada em uma embalagem de plástico. As industriais muitas vezes são. A cachaça industrial se caracteriza por ter o caldo de cana ajustado com água pura e sem cloro durante o processo de produção, sendo logo embalada em garrafas PET, podendo ser vendida, para consumo imediato sem passar nos barris de madeira. Assim a embalagem plástica não altera as propriedades intrínsecas da cachaça industrial, mas também não lhe confere a qualidade que tanto se procura.


O pior uso de uma garrafa de PET é reutilizá-la como garrafa para água ou outras bebidas. E pior ainda é usá-la para bebidas alcoólicas. As PTEs são produzidas para serem utilizadas uma vez, são descartáveis. No primeiro uso já mostram um risco de contaminação com elementos químicos da sua produção.



Substâncias tóxicas como a substância orgânica Bisfenol-A (BPA), podem causar doenças, como o câncer e quando o líquido está com um grau de álcool acelerado, com uma média de 40 graus, o risco é ainda mais alto.

Para pessoas que gostam de apreciar uma boa cachaça de alambique, garrafas de PET é uma maldição. Muitos pequenos produtores as usam por questões de economia. As garrafas de vidro são caras e aumentam os gastos da produção. Mas além de produzir um possível risco à saúde do consumidor, o PET não é um material inerte como o vidro. PET altera o sabor da bebida, pode causar problemas, estragar o sabor e a qualidade da cachaça.

Beba com moderação!


Por José Carlos Medeiros