Grupo "anti-máscaras" invade evento e adia discussão sobre reabertura de escolas

Comissão que avalia retorno das escolas em Utah, nos EUA, teve que ser adiada após local ficar lotado de protestantes; grupo critica obrigatoriedade do equipamento para crianças


Uma situação inusitada ocorreu durante uma reunião da comissão educacional da cidade de Salt Lake City, no estado norte-americano de Utah. Após dar início ao evento, que discutiria a volta às aulas após a paralisação por conta da pandemia do Covid-19, os responsáveis tiveram que adiar as tratativas por conta do protesto feito por um grupo "anti-máscaras".


Segundo informações do jornal The Washington Post, dezenas de protestantes que não utilizavam máscaras ou respeitavam as medidas de distanciamento social invadiram o auditório em que a reunião iria ocorrer na cidade de Provo para criticar a obrigatoriedade do uso do equipamento de segurança por crianças.


A medida, aplicada pelo governador Gary Herbert, foi atacada pelo grupo. segundo eles, são os pais quem devem decidir se os filhos precisam ou não usar máscaras dentro das escolas .

"Este é exatamente o oposto do que deveríamos estar fazendo. Nós deveríamos manter uma distância social segura e utilizar máscaras", lamentou Tanner Ainge, responsável pela comissão. Logo após a fala, que recebeu vaias da plateia, ele optou pelo adiamento da discussão.

 
Navegue pela web
logo real certo.png
  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Grey Instagram Ícone