anuncio cabeçario site.png
Buscar

Mulher cria ‘Tinder’ para viúvos, após perder marido aos 49 anos


O Tinder dos viúvos, além de servir como um site de namoro vai dar ajuda jurídica e financeira a quem perde o (a) companheiro (a), como aconteceu com a criadora do Chapter2. Fotos: Reprodução

Todos merecem uma segunda chance no amor! Pensando nisso, uma mulher criou o “Tinder’ para viúvos e viúvas. Ela perdeu o marido aos 49 anos de idade e, na própria dificuldade em encontrar alguém, descobriu um negócio que parece promissor.

Após dois anos sozinha, a inglesa Nicky Wave, abriu a Chapter 2 (Capítulo 2), um espaço para facilitar encontros para quem perdeu o (a) parceiro (a), e dar apoio jurídico e financeiro aos viúvos durante esse momento difícil da vida.

“Quando eu dizia que era viúva, a conversa começava a ficar estranha. O Chapter 2 será lançado no Reino Unido no dia 23 de novembro e será o primeiro aplicativo de comunidade e namoro para viúvas e viúvos. A ideia é que esse público use a plataforma não só para namoro, mas também para amizades”, explicou Nicky.



História de amor

Nicky conta que conheceu seu falecido marido, o Andy, pela internet e se casaram dois anos depois. Eles tiveram apenas dois encontros e ela já sabia que se casaria com ele.

“Ele era uma pessoa linda, eu brincava que ele era o ‘John para minha Yoko’; nós estávamos destinados a ficar juntos, ele era minha alma gêmea absoluta. Ele tinha uma mente muito política e tinha moral real, eu o amei desde o minuto em que o conheci”, lembra.

Em 2007 nasceu o filho deles e o casal era bem feliz.

Infarto e Covid

Tudo ia bem, até que um dia em 2017 o marido sofreu dois infartos. Depois, ele sofreu uma grave lesão cerebral e não conseguia mais falar ou andar.

Antes de Andy morrer, Nicky lembra que foi visitá-lo e deitou na cama com ele. Eles se abraçaram. “Foi lindo, tão comovente, e essa é a memória que eu tiro disso”, diz ela, segurando as lágrimas.

Andy se foi em 2020, depois de pegar covid-19 e Nicky ficou viúva aos 49 anos.

Como surgiu o aplicativo

Nicky passou a pandemia isolada com o filho e sem vontade de seguir com a vida. Após se reerguer, ela precisava fazer novas amizades, mas não se deu bem em aplicativos como o Tinder

“Tive alguns encontros divertidos, mas recebi fotos inapropriadas. Foi o que me fez pensar: ‘Tinha que haver uma maneira melhor’”.

Apoio jurídico e financeiro

Surgia alí o aplicativo Capítulo 2. A plataforma já está pronta e vai funcionar como um fórum de comunidade para viúvas.

Além de servir como um site de namoro, terá também recursos como apoio jurídico e financeiro, uma seção de apoio emocional com artigos sobre luto, uma seção de pais solo e como para lidar com famílias misturadas e luto das crianças.

“Espero encontrar meu capítulo dois”, disse Nicky, que não perdeu a esperança de ser feliz novamente. É isso mesmo! Bela ideia!