google-site-verification=lbjueM2tO1RF8DU_YVArfBjlwLINtJ5N-0i3bpcVFVo
top of page
Post: Blog2_Post

Mulheres no comando das Rodas de Samba fazem apresentações simultâneas

No Rio, Dorina comanda a festa no Renascença Clube




O Movimento das Mulheres nas Rodas de Samba realiza o 6º Encontro Nacional e Internacional das Mulheres na Roda de Samba no dia 25 de novembro (sábado), a partir das 15h, no Renascença Clube. A proposta do Movimento é unir as rodas de samba formadas só por mulheres criando uma rede, aumentando as trocas culturais e contribuindo para fortalecer e divulgar a força da mulher no mundo do samba. Esse ano, 25 cidades, do Brasil e exterior, participam juntas tocando e cantando no mesmo dia (25/11) e horário (das 15h às 17h). O diferencial dessa ação é que são só mulheres tocando, cantando, fotografando e produzindo. No Renascença Clube, mais de 60 mulheres integram a roda e, em Niterói, mais de 40.


Dorina, cantora e articuladora cultural, é a idealizadora desse movimento que começou em 2017. Um ano depois, aconteceu o 1º Encontro Nacional e Internacional de Mulheres na Roda de Samba, homenageando Beth Carvalho. Em 2020 e 2021 a roda aconteceu no Renascença Clube e, esse ano, retorna homenageando Teresa Cristina que afirma, “Me sinto honrada de ser a homenageada do ano. Não imaginava que meu nome pudesse ser sugerido para ser homenageado nesse encontro. Queria dar os parabéns à Dorina por ter conseguido organizar esse encontro tão importante para o samba brasileiro e destacar a importância de ter uma mulher à frente disso”.

Dorina revela que, logo nos primeiros encontros, perceberam que muitas mulheres queriam, mas não sabiam tocar instrumentos ou colocar bem a voz. Então, decidiram fazer workshops de canto e instrumentos, além de produção para instrumentalizar essas mulheres. Hoje, em Juiz de Fora, por exemplo, são realizados até workshops inclusivos, como o de cavaquinho para mulheres cegas. “Mulher tem que ser vista como uma potência para criar e fazer. As mulheres também são catalizadoras porque têm o poder de transformar as mais jovens criando uma rede de proteção. Hoje, tocam nas rodas cerca de 5 mil mulheres. Elas passaram a reivindicar os seus direitos, já que se sentiram amparadas. Elas descobriram o potencial que estava adormecido em cada uma delas”, afirma Dorina.



Nesta sexta edição, um desfile de talentos femininos também homenageia a atriz e escritora Elisa Lucinda; Lena Souza que realiza trabalho relevante na Associação de Moradores e Compositores da Baixada, inclusive ensinando crianças a tocar um instrumento; Romana, representando as mulheres da Feira da Iabás e Marisa Silva, artista plástica responsável pela confecção dos troféus entregues às homenageadas. Paralelamente ao evento, será realizada Feira multicultural com 10 barracas: de livros, artesanato e vestuário. Nos intervalos, a performance da DJ Karen dos Anjos. Doações de produtos de higiene pessoal para mulheres em situação de risco social serão bem-vindas.


O sexto Encontro Nacional e Internacional de Mulheres na Roda de Samba, no Rio de Janeiro, é um projeto patrocinado pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e Riotur, com apoio cultural do Renascença Clube e direção de produção por Ritmiza Produções, representado por Maury Cattermol, e Rizoma Produções, em nome de Camille Siston.


Para o Vice-Presidente Artístico e Cultural do Renascença Clube, João Carlos Martins, “Desde a sua fundação o Renascença Clube lidera os movimentos de reivindicação, os avanços sociais e inclusivos das mulheres negras. Tanto é que, no mês da Consciência Negra, sediamos, pela terceira vez, o 6º Encontro Nacional e Internacional de Mulheres na Roda de Samba”.


Serviço
Dia: 25/11
Hora: 15h
Local: Renascença Clube (Rua Barão de São Francisco, 54 – Andaraí)

Ingresso simbólico: R$ 1,00 ( no Sympla: https://www.sympla.com.br/evento/6-encontro-nacional-e-internacional-de-mulheres-na-roda-de-samba-ano-teresa-cristina-rj/2233053 )
Censura Livre (menores só acompanhados dos responsáveis)
bottom of page