anuncio cabeçario site.png
Buscar

Museu do Amanhã é escolhido o ‘melhor do mundo’ pela terceira vez

Pela terceira vez, o Museu do Amanhã, ganhou o prêmio Leading Culture Destinations Award (LCD Awards), considerado pela imprensa como o “Oscar dos Museus”.



Ricardo Piquet recebe o prêmio em Berlim – Foto: divulgação

A premiação foi realizada em Berlim, na Alemanha. A instituição venceu na categoria melhor “Experiência digital” pela ampliação do alcance que promoveu nas redes sociais e o engajamento com o público em 2021.


Digital


“Este prêmio é o reconhecimento da dedicação e da conexão do Museu do Amanhã com o seu público, onde quer que ele esteja”, conta Ricardo Piquet, Diretor Presidente do IDG, instituição gestora do Museu do Amanhã.

“Durante a pandemia, nós aprofundamos a nossa presença digital em velocidade recorde e oferecemos conteúdos de qualidade para informar, fazer refletir e incentivar as transformações que queremos para o amanhã”, explicou o executivo.


Ricardo ainda reforçou que, apesar de o trabalho ter começado na pandemia, ele continuará após o fim das restrições de isolamento. “Mesmo agora, depois do retorno ao presencial, nós mantivemos esse olhar atento para o conteúdo digital e nossa forma de alcançar pessoas de todo o país”, completa.



Exposições online


A pandemia fez o Museu do Amanhã precisar inovar. Para não perder o público, a instituição atualizou todo o site e criou um ambiente digital, no qual é possível ver algumas exposições sem a necessidade de sair de casa.

Além disso, as redes sociais do Museu realizaram diversas ações. Em um ano, foram mais de 80 horas de programação.

Somente no Instagram, o perfil do Museu chegou a alcançar mais de 2 milhões de pessoas e atrair 50 mil novos seguidores por meio de uma publicação sobre a vacina da Covid-19.


“O reconhecimento internacional através desse prêmio nos abre portas para parcerias importantíssimas. E dá acesso aos mais importantes pensadores como, por exemplo, o astrofísico Neil deGrasse Tyson, que participou da série ‘Amanhãs Aqui e Agora’, que realizamos entre 2020 e 2021, em plena pandemia. O prêmio amplifica o trabalho que realizamos no IDG e no Museu”, reflete Ricardo Piquet.


A partir de agora, todas as exposições produzidas pelo museu também vão entrar em plataforma online.