Pagamento no WhatsApp entrará em operação em breve, diz Campos Neto


O presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto, disse nesta 2ª feira (16.nov.2020) que os pagamentos via WhatsApp entrarão em operação no Brasil “em breve”. Ele disse que conversa com outras big techs (grandes empresas de tecnologia), como o Google, para viabilizar o mesmo serviço.


A declaração foi feita no mesmo dia de lançamento do Pix, sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central. “Nós estimulamos todo e qualquer tipo meios de pagamentos que sejam competitivos dentro de 1 arcabouço que é competitivo hoje e que vão levar à competição futura”, disse o presidente do BC.


O 1º serviço a ser disponibilizado pelo WhatsApp é o P2P (peer to peer), que permite transações entre pessoas. Posteriormente, há intenção do aplicativo em realizar o P2M, que é a transação entre pessoas e estabelecimentos. O lançamento foi feito em junho.

Acho que existe uma vontade de estar no Brasil. É mercado muito grande, eles entendem que há uma oportunidade na digitalização”, afirmou. “O WhatsApp vai entrar e vai fazer o P2P em breve. Eu tenho conversado bastante com o CEO do WhatsApp e ele disse que o processo está sendo mais rápido [aqui] do que em outros países“, completou.


De acordo com ele, a única preocupação do BC é que os critérios de aprovação sejam cumpridos e o sistema fomente a competição. Ele afirmou que há uma convergência mundial de dados textuais, meios de pagamento e de conteúdo em plataformas. “No Brasil a gente já vê o começo do que a gente entende que vai ser essa convergência no futuro. O BC participa desse processo sempre lembrando que o Pix é um meio de pagamento, mas vão existir vários outros”, afirmou.



O Pix tem 72 milhões de chaves cadastradas, podendo movimentar 20% dos pagamentos do país, segundo estimativas do BC. “Acho que existe uma vontade de estar no Brasil. É mercado muito grande, eles entendem que há uma oportunidade na digitalização”, afirmou. “O WhatsApp vai entrar e vai fazer o P2P em breve. Eu tenho conversado bastante com o CEO do WhatsApp e ele disse que o processo está sendo mais rápido [aqui] do que em outros países“, completou.


De acordo com ele, a única preocupação do BC é que os critérios de aprovação sejam cumpridos e o sistema fomente a competição. Ele afirmou que há uma convergência mundial de dados textuais, meios de pagamento e de conteúdo em plataformas. “No Brasil a gente já vê o começo do que a gente entende que vai ser essa convergência no futuro. O BC participa desse processo sempre lembrando que o Pix é um meio de pagamento, mas vão existir vários outros”, afirmou.


O Pix tem 72 milhões de chaves cadastradas, podendo movimentar 20% dos pagamentos do país, segundo estimativas do BC.



 
ÃNUNCIO DESIGN.jpg
ÃNUNCIO DESIGN.jpg
Navegue pela web
logo real certo.png
  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Grey Instagram Ícone

REVISTA REAL NOTÍCIAS - AV. HENRIQUE LOTTE , 50 - BARRA DA TIJUCA - RJ - BRASIL - SITE DESENVOLVIDO POR CARLOS DE MELLO MARQUES - 00029291712