Siga-nos no FACEBOOK e receba as notícias em tempo real no Feed do seu facebook.

face preto redondopng.png
face preto redondopng.png

Prefeitura apresenta plano de vacinação no Rio; confira o calendário por etapas

Os profissionais de saúde e idosos em abrigos serão vacinados nas unidades que trabalham e nas instituições que estão


Rio - O prefeito Eduardo Paes (DEM) e o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, apresentaram detalhes sobre a campanha de vacinação da população contra a covid-19, na tarde desta segunda-feira (18), no Palácio da Cidade, em Botafogo, Zona Sul do Rio.

"Estamos na expectativa que a vacina chegue ainda hoje. Temos um planejamento para começar imediatamente a Imunização. Ainda hoje deve chegar pouco mais de 200 mil doses o que deve imunizar cerca de 100 mil pessoas. Estamos preparados, mas dependemos que as vacinas cheguem.", disse Eduardo Paes. O prefeito ressaltou ainda que as medidas devem ser respeitas mesmo com a vacinação.




"O início da vacinação não é o fim da pandemia. É uma luz no fim do túnel. Continuaremos com as restrições e intensificaremos a fiscalização a partir dessa semana. Pedimos a colaboração dos cariocas, depende de cada um que a doença não se espalhe ainda mais".


Daniel Soranz afirmou que se as vacinas chegarem hoje, a vacinação começa nesta terça-feira (19) e deve ser encerrada no sábado (23).

"Vamos realizar a vacinação conforme a gente for recebendo a vacina. É importante ressaltar que não podemos ter vacinação fora dos grupos prioritários".


Segundo orientação da Secretaria Municipal de Saúde, detalhes devem ser observados: prefira sempre o período da tarde para se vacinar, se possível tomar as duas doses no mesmo local e que seja sempre no mais próximo de cada. Quem tiver sintomas da covid ou gripe não deve se vacinar. É importante guardar o comprovante da vacinação. Os idosos acamados terão rotina de vacinação própria em casa.


Nesta primeira etapa, não haverá vacinação em postos de saúde. Serão 231 mil doses destinadas à cidade do Rio, mas em um primeiro momento o estado vai entregar 110 mil doses. Os trabalhadores de saúde da linha de frente serão a prioridade, o que corresponde a 34% dos trabalhadores da área de saúde. Trabalhadores envolvidos na vacinação também estão incluídos no primeiro grupo a ser vacinação.



Idosos acima de 60 anos moradores de instituições de longa permanência, pessoas com deficiência a partir de 18 anos moradores de residências inclusivas e população indígena e quilombolas completam este grupo.


"O Rio de Janeiro tem o melhor programa de imunização do país. Já vacinamos 230 mil pessoas por dia em outras campanhas", disse Soranz.


Com a chegada de novas doses, começará a vacinação para os grupos prioritários nas unidades de saúde. A vacinação acontecerá em 450 pontos, em 236 salas de vacina em Clínicas da Família. A campanha vai envolver 10,5 mil profissionais de saúde.


O Hospital Municipal Ronaldo Gazolla será o primeiro hospital a receber as doses de vacina para profissionais de saúde. Clínicas vão funcionar até 22h e terá um drive thru para idosos. O uso emergencial do imunizante foi aprovado neste domingo pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A vacina deve ser tomada em duas doses, com intervalo mínimo de 14 dias.

 
ÃNUNCIO DESIGN.jpg
ÃNUNCIO DESIGN.jpg

Siga-nos no FACEBOOK e receba as notícias em tempo real no Feed do seu facebook.

face preto redondopng.png
face preto redondopng.png

CLIQUE

CLIQUE

Navegue pela web
logo real certo.png
  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Grey Instagram Ícone

REVISTA REAL NOTÍCIAS - AV. HENRIQUE LOTTE , 50 - BARRA DA TIJUCA - RJ - BRASIL - SITE DESENVOLVIDO POR CARLOS DE MELLO MARQUES - 00029291712