google-site-verification=lbjueM2tO1RF8DU_YVArfBjlwLINtJ5N-0i3bpcVFVo
top of page
Post: Blog2_Post

Renato Cariani é alvo da PF em operação contra tráfico de drogas

Influenciador fitness, que soma mais de 7 milhões de seguidores, foi alvo de busca e apreensão assim como a sede da empresa Anidrol, da qual Renato é sócio


Influenciador fitness, Renato Cariani, é alvo da PF em operação contra tráfico de drogas - (crédito: Reprodução/Instagram @renato_cariani)

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (12/12) a Operação Hinsberg que investiga o desvio de produtos químicos para produção de drogas como crack. Um dos alvos da operação é o influenciador fitness Renato Cariani, que conta com mais de 7 milhões de seguidores nas redes sociais, e a empresa da qual é sócio, Anidrol Produtos para Laboratórios Ltda.


A operação envolveu mais de 70 policiais federais e cumpriu 18 mandados de busca e apreensão em endereços situados em São Paulo, Paraná e Minas Gerais. A investigação ocorre em parceria da PF com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO do MPSP) de São Paulo e a Receita Federal.



De acordo com a PF, o esquema do grupo envolvia a emissão fraudulenta de notas fiscais por empresas licenciadas a vender produtos químicos em São Paulo ao usar "laranjas" para fazer o depósito do dinheiro, como se fossem funcionários de grandes multinacionais, vítimas que figuraram como compradoras.


Ao todo, foram encontradas 60 transações vinculadas às ações desse grupo, totalizando aproximadamente, 12 toneladas de produtos químicos como fenacetina, acetona, éter etílico, ácido clorídrico, manitol e acetato de etila, o que corresponde à mais de 19 toneladas de cocaína e crack prontas para consumo, de acordo com a PF.


"As pessoas relacionadas aos fatos investigados responderão, cada qual dentro da sua esfera de responsabilidade, pelos crimes de tráfico equiparado, associação para fins de tráfico, bem como pelo crime de lavagem de dinheiro. As penas cominadas podem ultrapassar 35 anos de reclusão", afirmou a corporação em nota.



O nome da operação faz referência ao químico que percebeu a possibilidade de converter compostos químicos em fenacetina, Oscar Hinsberg.

Fonte: Correio Brasiliense


bottom of page