google-site-verification=lbjueM2tO1RF8DU_YVArfBjlwLINtJ5N-0i3bpcVFVo
top of page
Post: Blog2_Post

Representei a PM no concurso", diz capitã eleita Miss Beleza Internacional

Atualizado: 11 de mai. de 2023

Capitã da Polícia Militar do Distrito Federal foi do batalhão para as passarelas. Aos 36 anos, Tainá Bucar conquistou o título de Miss Beleza Milênio Internacional 2023, categoria Sênior, em disputa contra outras 21 mulheres de vários continentes



O sucesso chegou quase que de maneira inesperada na vida de Tainá Bucar. Em um concurso de misses na capital federal, a capitã da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) conheceu uma pessoa que foi chave para a conquista que logo se tornaria uma das maiores da vida. Aos 36 anos, a policial é a mais nova Miss Beleza Milênio Internacional 2023, categoria Sênior. O título veio em um concurso realizado em 22 de abril, na República Dominicana. Concorrendo com outras 21 participantes europeias e de países da América do Sul e da América do Norte, Tainá foi premiada em cinco categorias: melhor personalidade, traje típico, passarela, melhor cabelo e corpo.


O convite para participar do concurso partiu do diretor Overlan Oliveira. Logo, a primeira mulher do Brasil a fazer os três cursos do Batalhão de Choque da PM (Patrulhamento tático móvel-Patamo, Operações químicas e Operações de choque) ganharia notoriedade mundial. "Começamos (eu e o diretor) com uma conversa ainda sem intenções. E quando ele veio com o convite, levei um susto e pedi calma. Topei e logo demos início à preparação. Nessa etapa, foi fundamental a ajuda da Tuane Nunes, minha professora de passarela", conta, em entrevista concedida ao Correio.



Foram quatro meses de preparação, desde agosto até novembro de 2022, quando Tainá se tornou Miss Sênior Brasil 2023, o que lhe garantiu a vaga para concorrer à premiação internacional. De novembro até abril, a policial triplicou o esforço e a preparação. "Toda semana eu tinha aula de passarela. Mas, além disso, acredito que o meu emocional, na área mental, isso veio da polícia, da minha experiência na corporação. No sentido de não desistir, acreditar sempre, não ficar nervosa.



O reinado da miss vai durar um ano. Se o regulamento for o mesmo seguido pelo Miss Universo, ela não poderá concorrer novamente ao título. Em 2024, Tainá voltará à República Dominicana para repassar a faixa. Até lá, mantém a rotina intensa na PMDF e os compromissos que eventualmente precise assumir por conta do título conquistado. "É um sentimento de desafio enorme. Quem me conhece, sabe quem eu sou. Eu falo que representei o meu estado em outro país. Muitos podem falar que o concurso não tem relação com a PM, mas na etapa da entrevista, por exemplo, foi completamente relacionada à profissão, algo que me orgulho. Querendo ou não, todos me olhavam como policial. É um orgulho imenso", descreve.


Quem é Tainá?


Casada há quatro anos, Tainá é formada em educação física e cursa biomedicina e MBA em gestão hospitalar. Com 15 anos na PMDF, a policial integrou o Batalhão de Choque e já foi subcomandante de unidade. Além disso, a nova miss já coordenou um curso para a polícia do Amapá.

bottom of page